Filmes

Amizade Desfeita

Amizade desfeita é um filme de terror – mais psicológico que assustador – que se inovou ao ser passado por uma tela de computador, deixando o filme ainda mais real principalmente se assistido na tela de um.

Laura Barns (Heather Sossaman) era uma jovem estudante americana que começou a sofrer “cyberbullying” após uma publicação em anônimo de um vídeo seu bêbada e largada no chão. Após muita pressão dos “amigos” ela não aguentou e sua solução para isso foi cometer suicídio na frente de todos. No aniversário de sua morte ela resolve voltar para se vingar dos “amigos” que não teve na pior fase de sua vida.

O filme se passa todo através da tela do computador de Blaire (Shelley Hennig), melhor amiga de Laura, que a princípio conversa com seu namora Mitch (Moses Storm) através de uma chamada de vídeo no Skype. Eis que do nada seus amigos entram na conversa também Adam (Will Peltz), Jess (Renee Olstead), Ken (Jacob Wysocki) e Val (Courtney Halverson). E então eles percebem um desconhecido nessa chamada que não conseguem retirar, logo pensam ser um bug do aplicativo, mas ao ver o nome de usuário encontram o nome de Laura Barns. Seria algum hacker? Uma brincadeira de mal gosto? Ou um espírito?

Mesmo sendo um filme bem previsível é muito bacana ver como as pessoas agem quando estão sob pressão, fazendo revelações surpreendentes sobre seus amigos e isso acaba mostrando bem a falsidade das pessoas, principalmente nessa era virtual que estamos vivenciando. Afinal quem nunca foi vítima de uma traição “amiga”, não é mesmo?

O filme constrói uma excelente crítica ao redor do “cyberbullying” e a superexposição online, mostra o quão prejudicial pode ser para qualquer um, afinal, no mundo internético de hoje ninguém mais está protegido. Uma postagem que fazemos pode levar a várias críticas e comentários maldosos, imagina quando compartilham algo pessoal sobre nós. Hoje em dia vemos muitos casos de pessoas – principalmente adolescentes – que se matam por terem fotos/vídeos íntimos publicados na internet. Aliás o filme doi inspirado nos suicídios de duas adolescentes: Amanda Todd e Audri Pott.

Acho que eles poderiam ter explorado um pouco mais o personagem da Laura, ter mostrado um pouco mais de sua vida e sua relação com os seus “amigos” e como ela realmente era ao invés de começar o filme diretamente com os comentários ruins que fizeram dela e sua morte.

O filme tem um aspecto bem realista, principalmente se assistido através da tela de um computador (o que eu recomendo que façam). E, se pesquisarem, vocês vão encontrar que todas as contas exibidas no Facebook existem. O filme foi todo gravado em uma cada e o que deixou ainda mais interessante é que os atores não sabiam todo script e tinham de reagir improvisando com as informações que surgiam como se realmente fosse algo da vida deles.

Eu não recomendo procurar sinopses e nem ver o trailer – mesmo eu deixando logo abaixo para os curiosos hahah -, pois eles mostram/contam partes que seria muito mais legal descobrir assistindo. Confesso que foi muuuuuuito difícil escrever essa resenha sem contar spoiler da história, mas com jeitinho vai. Se já assistiram deixem suas opiniões no comentários para conversarmos a respeito e se não viu corre ver, mas não esquece de assistir pelo computador (e fechar o skype, senão vocês vão ficar loucos).

Espero que tenham gostado.

Beijos e Borboletas ❤

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s